East Village

Já em 1850, a área tinha a terceira maior população urbana de alemães fora de Viena e Berlim, conhecida como "Pequena Alemanha". Os imigrantes irlandeses se mudaram para o bairro a partir da década de 1850, e em 1900 os italianos e judeus chegaram. No final de 1960, uma incursão de beatniks e hippies levou à escolha do nome "East Village" fazendo distinção na área, que era associada com a Lower East Side. A comunidade também foi associada com a contracultura, arte e movimento punk dos Anos 70. Hoje, condomínios com paredes de vidro enchem o bairro, e os jardins são protegidos pela Comunidade Garden Trust. As casas em East Village são compostas principalmente de edifícios baixos do início e meados do século 20, casas e edifícios loft. Alguns marcos locais incluem o New York City Marble Cemetery, Yiddish Art Theater, Webster Hall, La Plaza Cultural e muito mais.